segunda-feira, Setembro 01, 2014

QATAR APONTADO COMO PRINCIPAL FINANCIADOR DO TERRORISMO NO MÉDIO ORIENTE

O Qatar é indiciado como o maior promotor do terrorismo islâmico em todo o Médio Oriente.
Essa realidade foi bem patente durante a recente operação militar em Gaza, tendo sido identificado como um dos principais financiadores dos terroristas do Hamas e da Jihad Islâmica. Uma grande parte dos explosivos, rockets e mísseis usados pelos terroristas palestinianos para atingir as populações civis de Israel eram de proveniência iraniana, mas pagos com dinheiro vindo do Qatar.
O próprio líder supremo do Hamas, o terrorista Khaled Mashaal, encontra-se actualmente escondido no Qatar e foi alegadamente ameaçado com deportação pelos seus anfitriões caso o Hamas aceitasse um acordo de cessar fogo mediado pelo Egipto, o qual seria interpretado como uma rendição por parte dos terroristas islâmicos.
A MODERNA DOHA, CAPITAL DO QATAR
Sabe-se que o Qatar e o Egipto andam de relações praticamente cortadas depois que o Egipto decidiu acabar com o governo da Irmandade Muçulmana, um grupo radical islâmico próximo do Hamas e obviamente abençoado pelo Qatar. O novo governo egípcio pediu ao Qatar uma prestação de contas sobre o seu financiamento à Irmandade Muçulmana.
Mas o financiamento ao terrorismo feito pelo Qatar não se confina apenas ao Hamas. Segundo um ministro alemão, o apoio financeiro deste regime estende-se ao próprio "Estado Islâmico" ("Isis"), o novo movimento terrorista islâmico actualmente em actividade no Iraque e na Síria.
Ironicamente, o Qatar é o mesmo estado que iria ser consultado pelos próprios Estados Unidos da América sobre a confiança que o Hamas mereceria, e que, para irritação dos israelitas, o secretário norte-americano John Kerry consultou sobre o processo de cessar fogo entre o Hamas e Israel...

O MAIS RICO DO MUNDO
O Qatar é actualmente o país mais rico do mundo per capita, tendo o maior índice de desenvolvimento humano de todo o mundo árabe. O país é detentor das terceiras maiores reservas de gás natural de todo o mundo e tem reservas de petróleo para além dos 25 biliões de barris. 
O Qatar apoiou financeiramente vários grupos rebeldes durante a chamada "primavera árabe" e tem exercido uma vasta influência mundial através da sua conhecida cadeia de TV Al-Jazeera.
Prevê-se que o Qatar organize a Copa do Mundo de Futebol em 2022, ignorando-se neste momento que critérios estarão por detrás desta escolha, uma vez que este estado é o maior financiador do terrorismo islâmico internacional...

Shalom, Israel!

sábado, Agosto 30, 2014

SOLDADOS DA ONU FOGEM DA SÍRIA E REFUGIAM-SE EM ISRAEL

Segundo informações da TV árabe "Al Jazeera", soldados das forças de paz das Nações Unidas estacionados na Síria estão esta manhã a fugir da região fronteiriça e a abandonar os seus postos, após terem sido atacados pelas forças rebeldes que combatem o regime sírio de Assad, refugiando-se no lado israelita dos Montes Golan.
Segundo as informações actuais, os grupos rebeldes que combatem o regime sírio capturaram 44 militares das forças de paz das Nações Unidas e atacaram tropas filipinas nos Montes Golan.
Segundo o general filipino responsável pelas forças militares filipinas da ONU estacionadas nesta região fronteiriça entre a Síria e Israel, "há combates na região, mas os militares filipinos estão seguros."
Não se sabe ainda se os outros 44 militares das ilhas Fiji que foram sequestrados já foram eventualmente libertos como resultados das negociações entretanto havidas. Sabe-se no entanto que todos "se encontram bem."
Desde 1974 que esta fronteira entre a Síria e Israel é patrulhada por forças militares internacionais da ONU, estando presentemente ali 1.223 soldados provenientes das ilhas Fiji, Índia, Irlanda, Nepal, Holanda e Filipinas. 
Esta zona tem estado ultimamente debaixo de tiroteios entre as forças leais ao regime do presidente sírio Assad e as forças rebeldes, com a própria presença de grupos ligados à Al Qaeda. 
Shalom, Israel!



sexta-feira, Agosto 29, 2014

MEMBROS DO HAMAS CAPTURADOS POR ISRAEL CONFESSAM CRIMES DE GUERRA

Durante a operação "Margem de Protecção" na Faixa de Gaza, centenas de palestinianos combatentes terroristas do Hamas renderam-se às forças israelitas ou acabaram por ser capturadas pelas mesmas.
Durante os interrogatórios, muitas conclusões extraídas pelo serviços secretos israelitas - Shin Bet - comprovaram que os terroristas islâmicos fizeram "proeminente uso de mesquitas e de hospitais em Gaza como lugares de reunião e refúgio para os terroristas."
Pior ainda foi a "construção de túneis e rampas de lançamento de rockets e ainda a colocação de arsenais junto a infantários e jardins escola."
Soube-se ainda que arsenais foram depositados em escolas e hospitais. Descobriu-se também que líderes do Hamas, vestidos com uniformes da polícia palestiniana, refugiaram-se em hospitais da Faixa de Gaza.
Todas estas e muitas outras confissões feitas pelos prisioneiros palestinianos só vêm confirmar aquilo que há muito tempo Israel tem vindo a dizer ao mundo, ainda que para os meios de comunicação social estas informações mais que comprovadas não despertem qualquer tipo de interesse, de tão viciados na mentira esses meios estão.
Mas, pior ainda, é o facto de o Conselho de Segurança das Nações Unidas continuar a ignorar estas evidências, agindo de forma colaboracionista com o terrorismo islâmico internacional.
Nada de novo, muito menos que nos espante...
Shalom, Israel!

quinta-feira, Agosto 21, 2014

APÓS LIQUIDAR 3 LÍDERES DO HAMAS, ISRAEL CONVOCA MAIS 10 MIL RESERVISTAS

Após ter violado o acordo de cessar fogo mais uma vez - a 11ª - o Hamas viu esta manhã 2 dos seus mais importantes líderes operacionais serem mortos pelas forças especiais israelitas, através dos bem sucedidos esforços dos serviços secretos de Israel: a temível organização Shin Bet. 
A operação para localizar estes 2 terroristas demorou cerca de 2 meses, e foi repleta de tensão, dúvidas e nervos à flor da pele. Finalmente, e com todos os dados confirmados, várias bombas de 1 tonelada cada foram despejadas esta manhã desde os aviões F-16 para cima de uma estrutura pertencente a um dos líderes do Hamas, nas imediações da cidade de Rafah, na Faixa de Gaza.  

Dois dos mais perigosos chefes dos terroristas do Hamas encontravam-se abrigados dentro das instalações - nada menos que o número 3 do Hamas, Raed al-Attar, o comandante da divisão terrorista em Rafah, e Mohammed Abu Shmallah, comandante da divisão sul do Hamas.

Os 2 perigosos terroristas achavam-se seguros e protegidos nas instalações do amigo palestiniano, mas enganaram-se: a Shin Bet já andava no seu encalço, e depois do bombardeamento, nada deles sobrou. Estes bandidos tinham dirigido dezenas de ataques mortíferos contra Israel desde os anos 90.
O comandante sénior da divisão de Rafah, Mohammed Barhoum, foi também liquidado neste ataque.
Apesar de ainda não encontrado o corpo, Israel acredita que o chefe militar do Hamas, Muhammad Deif, terá sido morto no bombardeamento de ontem, uma vez que a sua casa de 3 andares foi totalmente destruída, tendo morrido a mulher e o filho do líder terrorista, e sabendo-se que o bandido se encontrava em casa naquela hora.
Segundo Benjamin Netanyahu, a liquidação destes terroristas deve-se à "excepcional inteligência" da Shin Bet e à actividade operacional das Forças de Defesa de Israel. Segundo o primeiro-ministro, estes líderes do Hamas "planeavam ataques devastadores contra os cidadãos de Israel."

300 ROCKETS DISPARADOS CONTRA ISRAEL

Desde que o Hamas rompeu o cessar fogo na passada Terça-Feira, mais de 300 rockets já foram disparados contra o sul de Israel, tendo o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu avisado ontem que cada ataque dos terroristas palestinianos terá uma resposta "7 vezes mais dura."

Várias dezenas de rockets foram destruídos pelo sistema de defesa "Cúpula de Ferro."

10 MIL RESERVISTAS CONVOCADOS
O governo israelita aprovou a convocação de mais 10 mil reservistas, prevendo-se um alargamento da operação "Margem de Protecção" na Faixa de Gaza, uma vez que os terroristas palestinianos não respeitam um só cessar fogo e comprovaram constantemente desejar a guerra com Israel.
Shalom, Israel!


quarta-feira, Agosto 20, 2014

VISITA A ISRAEL

Chegámos esta madrugada de mais uma excursão a Israel, desta vez um grupo de 37 pessoas, na sua maioria portugueses, mas também alguns participantes do Brasil.
Quando se trata de Israel, relatar tudo o que vimos, sentimos e experimentámos é tarefa quase impossível! As emoções misturam-se com o desejo de conhecimento e o cansaço é plenamente superado pela expectativa daquilo que se verá no momento seguinte, num intenso programa com uma semana preenchida com a satisfação do finalmente concretizado desejo por tantos sonhado...
O grupo foi bastante diversificado, sendo oriundo de várias partes do país e do Brasil e ainda por alguns participantes que residem em outros países da Europa mas que vieram passar férias a Portugal.

Apesar do extenuante voo nocturno, todos se sentiram revigorados com um bom pequeno almoço perto de Tel Aviv e desafiados com as palavras de testemunho do irmão Jacob Damkani, um judeu messiânico que dirige uma das mais conceituadas organizações evangelísticas em Israel.
Mesmo apesar da noite passada no avião e do intenso calor que já se fazia sentir, o grupo conseguiu mesmo assim reunir forças para visitar Tel Aviv, a cidade bíblica de Jope e a Cesaréia Marítima, lugar da conversão de Cornélio e onde o apóstolo Paulo esteve preso antes de ser levado para Roma. Subindo ao cimo dos Montes Carmelo, o grupo ficou visivelmente fascinado com a imensidão da vista do vale de Jezreel, apresentado-se depois um breve esboço bíblico relacionado com as profecias daquele lugar, o vale de Armagedon. 
Visitar a "Nazareth Village" é sempre uma obrigação dos nossos grupos, pois ali recuamos 2 mil anos até aos dias da infância de Jesus. Visitam-se representações vivas de irmãos árabes sobre a forma de vida nos dias do Senhor, uma verdadeira lição de Bíblia "ao vivo e a cores".

GALILÉIA
Visitar a Galiléia é um dos "momentos altos" das excursões que desde há 25 anos temos vindo a realizar. Começando pelo local onde o Messias Jesus proclamou o novo programa para os Seus discípulos - o famoso "Sermão da Montanha" - os jardins da Igreja das Bem Aventuranças foram o local mais que propício para uma breve meditação sobre a aplicação das Bem Aventuranças à vida do cristão no século 21. Dali até à Igreja Tabgha, assinalando o local da multiplicação dos pães e dos peixes foram poucos minutos, concluindo-se este ciclo geográfico do ministério do Messias Jesus na Galiléia com a descida ao Mar da Galiléia e a visita às ruínas da cidade bíblica de Cafarnaum, centro estratégico do ministério do Senhor durante quase 3 anos.
Mas não há visita à Galiléia que se "preze" desse nome sem que se inclua a travessia do lago num barco de madeira - semelhante aos dos pescadores dos dias de Jesus - um momento de grande emoção e alegria colectiva!
A subida aos Montes Golan e a vista dos Montes Hermon, na fronteira Norte de Israel acrescentam um momento importante para todos, muito em especial a visita à cidade bíblica de Cesaréia de Filipos, lugar onde outrora se cultuavam vários deuses e entidades pagãs, e que Jesus escolheu para Se tornar confessado como Senhor e Messias - "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo!"

BAPTISMOS NO RIO JORDÃO
5 novas irmãs e irmãos participantes da nossa excursão desceram às águas do rio Jordão na bela manhã de 15 de Agosto, testemunhando publicamente da sua fé num local tão simbólico e procurado anualmente por muitos milhares de fiéis.
Não sendo a nossa missão baptizar novos convertidos no rio Jordão, é no entanto uma verdadeira alegria podermos partilhar da alegria daqueles que dão tão importante passo na fé cristã, permitindo dessa forma o acesso à comunhão da Igreja de Cristo!

VALE DO JORDÃO, JERICÓ, MASSADA, EIN GEDI, QUMRAN, MAR MORTO
Apesar do muito calor que se fez sentir logo pela manhã, o grupo dos 37 peregrinos calcorreou determinadamente as milenares ruas de pedra da cidade bíblica de Beit Shean, uma das famosas cidades da "Decápolis" dos dias do Novo Testamento.
Obviamente o grupo não me perdoaria se não fossemos conhecer o local genuíno onde o Senhor Jesus foi baptizado por João Baptista, bem próximo de Jericó, numa zona em que o rio Jordão faz fronteira natural entre Israel e a Jordânia.
Subir de teleférico ao cimo do Monte da Tentação em Jericó foi uma experiência inesquecível, ainda mais quando pudemos visitar o mosteiro ortodoxo grego no cimo da mesma e relaxar com um delicioso e saudável sumo de romã, tão em voga nesta época do ano por todo o Israel...!
Descer ao ponto mais baixo da terra não é para qualquer um, mas o nosso grupo não se ficou por menos! Após subir à montanha fortaleza de Massada, percorrer as suas ruínas e ouvir a sua trágica história, penetrar pelo densa vegetação do oásis de Ein Gedi até à famosa cascata onde David tantas vezes se refrescou quando fugia do ódio do rei Saul, visitar as ruínas da mítica comunidade dos essénios em Qumran, os participantes refizeram as suas forças banhando-se nas águas quentes e saudáveis do Mar Morto, o ponto mais baixo do planeta, e onde ninguém consegue afundar, tal a força da impulsão causada pela enorme quantidade de sal nestas águas mundialmente conhecidas pelos seus efeitos terapêuticos.

JERUSALÉM
E, finalmente, ao som da bela canção "Jerusalém de Ouro", o grupo emocionou-se ao entrar na Cidade santa de Jerusalém, a capital do moderno estado de Israel e futura capital do Reino Milenar do Messias Jesus!
Jerusalém é única, nada se lhe pode comparar, pelo que sempre deixamos para os últimos dias a experiência de conhecer alguns dos lugares mais relacionados à história bíblica desta grandiosa cidade: desde o Monte das Oliveiras, ao Jardim do Getsemane, locais tão frequentados pelo Senhor, até ao Monte Sião, onde Ele celebrou a Sua aliança com os Seus discípulos e onde fez nascer a Igreja cristã, até à caminhada pela "Via Dolorosa" e a celebração da Ceia do Senhor junto ao lugar do Gólgota e do Túmulo vazio, tudo em Jerusalém é impregnado de vida, de História, de espiritualidade, de conflito, de disputa, de expectativa e de sonhos.

Subir pelos degraus originais do Templo, fazer uma oração junto ao Muro, percorrer o túnel que ladeia a impressionante muralha que sustentava a esplanada do Templo, conhecer a História física e virtual desta Cidade, conhecer as suas 8 portas, avistar a única que ainda se encontra fechada aguardando a entrada triunfal do Messias, caminhar por entre oliveiras com 2 mil anos de idade, orar no Jardim privado do Getsemane, tudo isto e muito mais fizeram desta excursão um evento inesquecível e superador de expectativas sonhadas e ansiadas. 

Mas Jerusalém também é modernidade, agitação, desenvolvimento, recordação. Num mesmo espaço geográfico podemos recuar 2 mil anos ao ver uma maqueta grandiosa da Cidade como era nos dias do Senhor, observar as cópias de manuscritos com textos do Velho Testamento de há 2200 anos lado a lado com a modernidade do Parlamento e edifícios governamentais, da "cidade do cinema" e de outras atracções numa Cidade que nunca pára, pois é de facto um conjunto de várias cidades numa só, com toda a espécie de culturas, tradições e práticas religiosas.

Visitar Israel é assim uma "necessidade obrigatória" para todo o cristão que quer conhecer a sua origem, as suas raízes, ver ao vivo a realidade incontestável do cumprimento das profecias milenares e visitar o seu futuro glorioso no Reino Milenar que o Messias construirá com todos aqueles que O amam, naquela que voltará a ser a principal de todas as terras!

Quem sabe, se para o ano não será também a sua vez?

Shalom, Israel!



segunda-feira, Agosto 18, 2014

AINDA EM ISRAEL

A todos os nossos amigos leitores informamos que ainda estamos em Jerusalem, liderando a excursao luso-brasileira com 37 pessoas.
Estaremos de volta amanha a noite se o Eterno permitir, pelo que na quarta feira estaremos retomando as nossas noticias.
Shalom desde Jerusalem!